fevereiro 12, 2017

Meu Casamento Religioso – Mini Wedding

Me casei por etapas (conto a história toda aqui), e esse foi o nosso 4? casamento juntos e tão sonhado casamento religioso. Demorei para fazer o post, já que o casamento foi realizado dia 18/12/15, mas ano passado foi muito conturbado, fui adiando, adiando e acabei não fazendo. Mas como nunca é tarde, decidi falar tudo aqui para vocês.

Como fazer festa saí muito caro, já estávamos casados há 6 anos, decidimos fazer um mini wedding, por que queríamos casar no religioso, já que somos religiosos e já estávamos adiando demais esse casamento. Marcamos a data e convidamos apenas 32 pessoas, foi um mini, mini casamento mesmo. Mas confesso que foi a melhor decisão da vida! convidamos só os mais íntimos, pessoas que realmente convivem conosco e torcem por nós. Fizemos tudo como queríamos e gastamos o que estava no planejado.

O Save the date – eu mesma fiz! olhei algumas ideias na internet, juntei alguns que eu mais tinha gostado e criei um para nós.

Todas as ilustrações do convite eu baixei no site Freepik.

O convite de casamento – também eu mesma fiz, como tenho minha silhouette cameo, fiz a arte, imprimi em casa e recortei tudo nela. Queria algo diferente, que fosse simples e fofo ao mesmo tempo, e decidi fazer uma caixinha texturizada, com o convite dentro. Junto com o convite, como eram poucas pessoas convidadas, eu queria entregar um presentinho, e junto foi entregue uma caixinha com saleiro e pimenteiro de passarinho. Como o tema e decoração da recepção foi com flores, decidi fazer os detalhes da papelaria de borboleta.

Igreja – Como foi um casamento pequeno, fiz na Igrejinha Nossa de Fátima, que foi a primeira capelinha de Brasília. Ela é lindinha, pequena e o Padre que Celebrou nosso casamento foi um fofo e fez tudo ficar ainda mais lindo e emocionante.

Lágrimas de alegria – eu não ia fazer, mas sobrou umas borboletas recortadas e acabei fazendo as lágrimas de alegria, mesmo que ninguém se emocionasse, servia para enxugar o suor, por que estava bem quente naqueles dias rs.

Músicos para a igreja – Eu queria musica com acompanhamento de violino na igreja, também por indicação de uma amiga, contratei o Paulo Henrique que além de cantar lindamente com a Banda Belo Som, ainda trabalha com assessoria e cerimonial. Super indico o trabalho dele.

O vestido de noiva – eu queria um vestido simples, com renda, sem calda e que tivesse a cara de um casamento durante o dia. Procurei aqui em Brasília e não achei nada que eu queria, só para mandar fazer e que ficava uma fortuna. Em agosto do mesmo ano, viajamos para Foz do Iguaçu e como íamos para a Argentina e para o Paraguai, acabei procurando na internet uma loja que vendesse vestido de noiva, daí achei a SAX que é uma loja de luxo no Paraguai, que tem um andar inteirinho somente para noivas, e vende os belíssimos vestidos da Pronoivas. Peguei um número de whatsapp pela internet e agendei um horário para ser atendida na loja. Fui com o marido, mas ele ficou andando pela SAX e acabei escolhendo o vestido sozinha. Lá tinha muitas opções de vestidos de noivas e acessórios, conversei com a moça que me atendeu e disse que não queria gastar muito, que o máximo que eu queria gastar era 4 mil (esse era o máximo do máximo), daí ela me mostrou vestidos de coleções anteriores, que eram da minha numeração. o terceiro vestido que experimentei eu amei e me emocionei! ele só tinha um defeito (pra mim é claro), ele tinha calda, que era algo que eu inicialmente não queria. Porém amei tanto o vestido que decidi por ele mesmo assim, e o melhor foi o preço, que paguei baratinho em um vestido do estilista San Patrick, que vi na internet vendendo por 12 mil reais.
O sapato eu não comprei especifico de noiva, comprei um nude com pedras da Schutz, que eu pude usar depois do casamento e não ficaria com um sapato de noiva encalhado por aqui.

Reforma do vestido – Como eu comprei o vestido e não tinha tempo para esperar ele ficar pronto por lá, trouxe e mandei ajustar a barra aqui. Fiz com a Demi Miranda, que fica na Asa Norte (61) 3703-1170. Super indico o trabalho dela.

Tiara e Brinco – Eu aluguei a tiara e comprei o brinco na loja Marianna Machado, que fica no Sudoeste.

Cabelo e Maquiagem – Fiz no Salão da Renata Lafonte, não tinha lugar melhor para me arrumar. Amei o atendimento deles, eu, minhas amigas, minha irmã e minha mãe, nos arrumamos lá e eles nos atenderam muito bem. Me maquiei com a Juliana Chechin que fez tudo exatamente como eu pedi e o cabelo foi com o Léo (acho que esse era o nome dele rs). Amei muito e super indico.

Fotógrafo – por indicação de uma amiga, fiz as fotos do Ensaio Romântico e do Casamento como o Paulo Nunes que além de tirar fotos lindas é super simpático e tira bons sorrisos dos convidados nas fotos.

Recepção – como o casamento foi as 11h da manhã, eu fiz a recepção no Restaurante Villa Tevere, que foi incrível! Todos os convidados amaram, por que não tem como não amar a comida de lá rs. O atendimento e o carinho de todos em nosso casamento foi maravilhoso, super indico o Villa Tevere para fazer um mini wedding.

Bolo e doces – O bolo eu queria com uma pegada divertida e bem a nossa cara, mas não é em todos os lugares que eles fazem, daí fiz na Cioccolateria Doceria. Gostei muito do bolo e dos doces.

Bem casados – encomendei os bens casados mais deliciosos de Brasília, todos que comeram no meu casamento amaram. Bem sonhado (61) 9801-8810.

Decoração da Igreja e da mesa do bolo – Fiz com a Di Camargo Decorações, que além de ter o preço bom, são super atenciosos e entregaram tudo exatamente como queríamos. (61) 3562-2920, que fica em Taguatinga.

Topo do bolo humanizado – Fiz o topo do bolo com a Edilene Maciel, do Biscuit da Edi e super indico o trabalho dela.

Noivinhos Hellokittycos – Eu queria muito ter noivinhos da Hello Kitty e Daniel, no meu casamento, mas não achei em lugar nenhum para comprar. A Sanrio do Brasil, que sabiam do casamento e tem a equipe mais fofa do mundo, me enviaram esses noivinhos fofos que veio diretamente do Japão, e deixou o casamento com a cara da Hello Kitty, do jeito que eu queria.

Lembrancinha do casamento – Eu queria algo legal, que as pessoas guardassem e mesmo sem ter o nosso nome, todos iam lembrar do nosso casamento. Daí decidi comprar mini bomboniere, colocar amêndoas brancas e personalizar com o nome de cada convidado, junto com uma medalhinha de Nossa Senhora de Fátima.
Comprei as bombonieres da loja Casa Brasileira que fica em Taguatinga e comprei as amêndoas pelo site Amêndoas Confeitadas.

Sacolinha e marmitinha – Como a recepção do casamento foi um almoço no restaurante, com direito a entrada, prato principal e sobremesa, fiquei com medo de sobrar muitos docinhos, por isso decidi fazer uma sacolinha com uma marmitinha bem divertida, para que os convidados levassem os docinhos para casa. Comprei as sacolinhas e as marmitinhas e eu mesma personalizei.

Cerimonial – Como era foi um mini wedding, eu fiz tudo e contratei o cerimonial apenas para o dia da cerimônia, para organizar a coisas na igreja, receber bolo e doces, e verificar se a decoração estava ok. Contratei a Pulsar Cerimonial e Eventos.

Cabide personalizado – Eu sempre quis fazer o cabide personalizado, para tirar a foto com o vestido e depois emoldurar para guardar de lembrança. Encomendei pelo site www.jaquelinekonrath.com.br o trabalho dela é lindo e de boa qualidade.

Adesivos para sapatos dos noivos – Eu fiz esses adesivos e colei no nosso sapato, assim na hora que ajoelhássemos na igreja, os convidados iam ver o adesivo lá. Mas infelizmente, o meu estragou e nem deu para tirar a foto rs.

2 comentários . Comentar

  1. Cris
    setembro 13, 2017

    Oi Flávia! Você pode falar quanto você gastou, aproximadamente, com a decoração da Igrejinha? Achei simples e linda, e gostaria de ter uma noção de orçamento.
    Obrigada!

    Responder
    1. setembro 19, 2017

      Oi Cris,
      Só tenho o valor total da decoração da igreja, salão e o buquê, que ficou 3 mil reais. Não me lembro mais o valor separado.

      bjs

      Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.