setembro 27, 2014

A louca dos Balms

Tenho os lábios secos, e morar em Brasília piora ainda mais essa situação. Essa época do ano, a umidade por aqui caí muito, e o clima fica MUITO SECO e quente.
Daí, preciso hidratar ainda mais os lábios, e hoje vou mostrar pra vocês, todos os balms que eu uso. Tenho balm espalhado em todos os lugares: tem no carro, no escritório, no criado mudo, na cozinha, no banheiro, na penteadeira e na nécessaire. Simplesmente a louca dos balms rs.

balms

Vou colocar a descrição de cada um dos balms, por ordem do meu amor por eles <3

1 – Carmex: Adora a sensação de frescor que esse balm proporciona, mas o que me fez amá-lo, é como ele deixa os lábios hidratados e macios, por isso ele é meu balm queridinho.

2 – EOS: adoro a hidratação e o cheirinho desse balm, mas não gosto muito do formato dele, acho muito grande e desnecessário, mas ele realmente deixa os lábios macios.

3 – Enregin lip care: comprei esse balm em uma lojinha de 1 dólar, nunca tinha ouvido falar nele, então experimentei sem muitas expectativas, e me surpreendi. Ele tem a mesma textura do Carmex, mas sem a sensação de frescor, e hidrata de deixa os lábios macios.

4 – Lip Smarcker Fanta: Adoro todos dessa marca, e o gostinho de fanta é muito bom. Ele tem uma textura mais molhadinha e tbm hidrata os lábios.

5 – Lip Smarcker Sprite: Adoro todos dessa marca, e o gostinho de Sprite é muito bom. Ele tem uma textura mais molhadinha e tbm hidrata os lábios.

6 – ChapStick: Ele hidrata e deixa os lábios bem macios, mas não gosto muito da textura dele, parece uma graxa, por isso ele ficou na posição 6 dos meus queridinhos.

7 – Hello Kitty Lip balm: Adoro cheiro, a textura e ele deixa os lábios macios.

8 – One Shea Butter Lip Balm: Adoro o cheirinho desse balm, ele hidrata bem os lábios, mas ficou na 8? posição, por que não gosto de usar balm com os dedos rs.

9 – Hello kitty balm Sephora: Ele tem um cheirinho delicioso de maçã, hidrata bem os lábios. Confesso que comprei apenas por ser da hello kitty, por que não gosto de passar o balm com os dedos ou ter que usar um pincel pra isso.

E aí, qual balm vcs mais gostam?

setembro 17, 2014

Traduzindo os rótulos

Algumas informações usada nas embalagens de alimentos industrializados, mais confundem do que esclarecem.
Por isso, decidi compartilhar com vocês a diferença de alguns alimentos.

mercado1

Diet
Indica que há restrições de algum ingrediente, como sódio ou gordura, e pode aparecer nos rótulos como “zero”. A maioria desses alimentos não contém açúcar e é voltada para diabéticos.
Não se engane: Esses alimentos nem sempre são mais leves. Um exemplo: o chocolate diet costuma ter alto teor de gordura, para compensar a ausência de açúcar, e até mais calorias que a versão tradicional.
Observe na tabela nutricional se o produto é menos calórico que o tipo original e se não possui teores elevados de ingredientes nocivos quando ingeridos em excesso, como gorduras e sódio. Na dúvida, compare com um similar não diet, muitas vezes a diferença é grande só no preço.

Light
Deve apresentar 25% a menos de algum ingrediente em relação ao alimento tradicional. Pode ser gordura ou açúcar, o que diminui o valor calórico, ou sódio ou colesterol.
Não se engane: Por ser light, as pessoas tendem a comer demais, e no fim, acabam ingerindo até mais calorias. E pense que o valor nutricional importa mais que o energético. Um copo de suco de laranja pode ser mais calórico que um refrigerante, mas certamente é mais saudável.
Cheque qual ingrediente foi reduzido e se ele gera grandes alterações calóricas. Além disso, atenção a porção de referência da tabela nutricional para descobrir quantas calorias você vai mesmo ingerir.

Zero gordura trans
Pela nova resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), podem usar a frase alimentos que tenham apenas 0,1 grama de gordura trans por porção de 100 gramas ou 100 mililitros.
Não se engane: A gordura trans pode aparecer nos rótulos disfarçada com o nome de gordura vegetal hidrogenada. Mas o perigo maior está na falsa ideia de que o produto é mais saudável por isso. O alimento pode ser isento de gordura trans, mas conter alto nível de gorduras saturadas ou totais, que também são danosas por elevar o colesterol.
Só acredite que o produto não possui gordura trans depois de checar na tabela nutricional. O melhor alimento é aquele que não contém gordura trans, tem pouca gordura saturada e muita gordura boa, a chamada insaturada, geralmente encontrada nos alimentos de origem vegetal.

Natural e Orgânico
Ainda não existe uma regulamentação da ANVISA determinando o que um produto precisa conter para ser considerado natural. Já os itens orgânicos dizem respeito a forma de cultivo: são produzidos sem agrotóxicos e transportados e armazenados de forma diferenciada.
Não se engane: Existe uma grande diferença entre o alimento conter ingredientes naturais, como frutas, e atestar, na embalagem que o produto em si é natural. Se ele passou pelo processo de industrialização, já deixou de ser natural.
Quanto menos caixas e latas a gente comprar, melhor. Alimentos frescos são sempre mais saudáveis que os de pacote. Quanto aos orgânicos, procure nos rótulos por selos que atestem sua origem, como o IBD ou o Produto Orgânico Brasil.

Baixo teor de sódio
O sódio é um mineral presente na maioria dos alimentos e também o principal componente do sal de cozinha. Consumido em excesso, faz o organismo reter líquidos e aumenta a pressão arterial.
Saiba diferenciar: um produto possui baixo teor de sódio quando tem até 80 miligramas do componente por porção de 100 gramas; muito baixo se apresentar até 40 miligramas de sódio nas mesmas 100 gramas; e pode ser dito que o item não contém o ingrediente caso ele leve até 5 miligramas nessa porção.
Não se engane: O sódio pode aparecer com outros nomes, como benzonato de sódio, sacarina sódica e glutamato monossódico. Olhe também os rótulos dos produtos que não têm paladar salgado, como adoçantes e ketchups, pois eles podem conter doses elevadas do ingrediente.

Integral
São alimentos que contêm grãos ou cereais, como aveia, trigo ou centeio, e não passaram por um processo de refinamento.
Não existe uma regulamentação sobre a quantidade mínima de grãos ou fibras necessárias para um produto ser considerado integral.
Não se engane: Muitas vezes, a diferença é maior apenas no preço, já que cada marca adota o critério que deseja.
Alguns fabricantes, apenas pelo fato do alimento conter farinha integral ou farelo de cereais, já o denominam integral.
Olhe com atenção a lista de ingredientes, nela os componentes do produto aparecem em ordem decrescente. O ideal é que a farinha integral ou cereais estejam entre os primeiros itens.
Se farinha refinada e açúcares vierem antes, redobre a atenção.

Não contém colesterol
O colesterol é um tipo de gordura produzido naturalmente no organismo. E não só no nosso: todo alimento de origem animal contém colesterol, assim como produtos que levam ingredientes desse tipo (a exemplo do ovo, presente em tantas receitas). Mas um item pode se dizer isento se apresentar até 5 miligramas por porção de 100 gramas.
Não se engane: Não conter colesterol não significa ausência de gorduras ou de açúcar nem que o alimento é menos calórico.
E atenção! o consumo máximo de colesterol, segundo a Organização Mundial da Saúde, é de menos de 300 miligramas por dia.
Uma pegadinha é empregar a frase em alimentos que já conteriam a substância, como óleo vegetal. Aí você é levada a crer que o produto daquela marca é mais saudável que o de outras.

rotulo

Fonte: Revista Claudia (dezembro de 2013).
*Imagens retiras do Google

setembro 16, 2014

Esmalte da Semana: Mean & Green M.A.C

Estava louca para usar esse esmalte Mean & Green da M.A.C e como ele é transparente, eu usei por cima do esmalte Cereja Berê da Quem disse Berenice, que é um rosa lindo, que vou usar sozinho depois.

esmaltemac

Manicure Isis